Sports

Analista da NFL compartilha estatísticas de comandantes infelizes

(Foto de Rob Carr/Getty Images)

As estatísticas esportivas estão por toda parte e, se puderem ser imaginadas no campo de jogo, alguém tem uma estatística para isso.

Mas mesmo agora, esses números ocasionalmente surgem e desafiam a explicação, fazendo os fãs coçarem a cabeça e se perguntarem como isso é possível.

Um desses fatos surpreendentes foi revelado nas redes sociais no domingo.

O especialista da NFL Warren Sharp observou que já se passaram 33 temporadas desde que o Washington Commanders postou uma paralisação defensiva.

Isso mesmo, 1991.

Para colocar isso em perspectiva, George HW Bush era o presidente dos EUA, a internet quase não existia, os celulares eram principalmente do tipo bolsa com fios pretos circulares e Tom Brady ainda estava a vários anos de se tornar um nome familiar.

A última derrota do Commanders, que veio com o apelido anterior do time, foi às custas do rival Filadélfia na final por 23-0.

Aquele time de 1991 estava repleto de destaques defensivos e registrou mais duas derrotas, 34-0 sobre o então Phoenix Cardinals e 45-0 contra o infeliz Lions.

Quão fútil é a sequência de 33 anos de Washington em permitir que os adversários marcassem?

As próximas franquias mais próximas são os times de Nova York, os Giants e os Jets, com 15.

Um número alto com certeza, mas empalidece diante de 33 anos sem que a defesa tenha colocado um ovo de ganso no placar.

Para mais contexto, Cleveland, Miami, Tampa Bay, Dallas, Jacksonville, Los Angeles Chargers, New Orleans e Minnesota estão a apenas uma temporada de sua última demonstração de domínio defensivo.

Não se engane, a seqüência de 33 anos do Washington Commanders é uma das mais estranhas da NFL.

PRÓXIMO:
Os fãs reagem ao primeiro arremesso de Jayden Daniels no jogo da MLB



Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button